Novo ano, mesmo MIMIMI no Digital

Entramos em um novo ano, mas parece que o ‘mimimi’ nunca termina. Já estamos no final de Janeiro e o ‘mimimi’ sobre o mercado digital já começou – aliás, continuou, né?

Vejo muita gente falando horrores sobre marketing digital, negócios online, cursos etc. A maioria são aqueles que nunca tiveram nenhum resultado, ou não conhecem ninguém que tenha tido. Assim, fica mais fácil denegrir, do que procurar o caminho mais apropriado e fazer disso um negócio.

Concordo que muita gente usou e abusou do marketing para “empurrar” cursos, e-books, livros e outros infoprodutos para as pessoas, mesmo sem saber se o conteúdo poderia gerar bons resultados para seus clientes – é o que chamo de marketing da promessa e não o marketing da entrega.

Então, vamos a alguns fatos:

Boa parte dos brasileiros são preguiçosos para estudar. Acham que só o fato de comprar um livro – mesmo sem ler seu conteúdo – fará deles mais inteligentes, intelectuais e ricos. Nos cursos online, acontece a mesma coisa, se você assistir a uma aula e não aplicar o que está sendo passado de nada vai adiantar. Portanto, precisamos de mais ação e menos mimimi.

O digital, seja marketing, negócio, EAD ou outra ferramenta não pode ser considerado um vilão. Afinal, imagine se fizéssemos isso com carros, por exemplo: o carro na mão de um bêbado é uma arma, não mão de uma pessoa inteligente é um meio de transporte, concorda?

No meio digital não é diferente; por isso, quando forem reclamar, critique o curso, o profissional, a sua falta de ação, mas não do meio em si.

O famoso FL (Fórmula de Lançamento) é uma estratégia e não o marketing “digital” em si. É um conjunto de ações que podem, sim, trazer resultados para negócios sejam eles on ou off-line, isso só vai depender de quem aplicar essa estratégia e como o fará.

Marketing não é uma ação aqui ou ali, é muito mais. Trata-se de analisar dados, tirar insights a partir dessa leitura, entender qual o melhor formato de entrega, melhor forma de se comunicar com seu público-alvo entre outras ações. Se você quer entrar nesse jogo, então estude, pois vai precisar entender de ferramentas, de canais, de tecnologia, de comunicação e principalmente de pessoas.

Se mesmo depois de ler tudo isto aqui você não está convencido, te convido a assistir ao vídeo abaixo do Otávio Auler ( Fundador de Startups na área educacional ) e também o depoimento da Alessandra da Literare Books, marca na qual direcionamos estratégias digitais que alcançaram resultados exponenciais.

Vídeo Otávio Auler

Depoimento Alessandra Ksenhuck

E então? Você ainda acha que o digital é mesmo o vilão?

Fica a pergunta: O digital é para todos?

O que eu respondo: não, é somente para quem estuda, tem foco, resiliência e paciência para entregar/alcançar resultados.

Pense nisso!

Um grande abraço

Anderson Gomes

Mentor e Estrategista de negócios Digitais.

Deixe um Comentário

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *