empreendedorismo_digital

Empreendedorismo Digital: Será que é mesmo fácil?

Olá,

Se você chegou até aqui é porque empreende no digital ou deseja empreender. Então, prepare-se, pois vou contar como é a jornada de um empreendedor digital que está há dez anos na “lida”.

Bom, vamos nessa.

A primeira coisa

Que já é bom ficar claro para você é que empreender no digital pode ser mais ágil, mas não será mais fácil. Isso mesmo: empreender é empreender, seja no on ou no off. Então, pare de acreditar nesse monte de promessa sem resultados que meia dúzia de gurus de palco tentam enfiar na sua cabeça e fazem você crer que vai começar hoje e ficar rico amanhã sem investir nada. Isso não existe.

empreende

A segunda coisa

E que você precisa entender que o principal objetivo de um negócio deve ser gerar lucro. Não é o único, mas é o principal, o resto é secundário. A forma com que você vai fazer esse negócio dar lucro é que pode ser um problema ou não; então, se você não gosta de lucro, não comece. Ah, e veja se para com o mimimi de achar que o cara que ganhou dinheiro e faz o negócio dele gerar o faz ser uma pessoa ruim. O brasileiro adora falar isso, mas vive correndo atrás de ficar rico. Isso é no mínimo estranho, né? Ficou claro para você isso? Se não ficou, nem comece, porque você só vai perder tempo se isso não estiver claro.

O terceiro ponto

É muito importante também: os negócios giram em torno de pessoas. Então, você vai precisar aprender a lidar com elas. Isso é uma tarefa árdua, pois você nunca vai agradar a todos, mas a dica que eu dou é: seja honesto, transparente e humilde.

Esteja preparado para errar (as famosas mancadas). Isso vai acontecer com você, com sua equipe, com seus clientes, com todos nós, eu posso garantir. Então, esteja muito preparado, pois o principal aqui é saber lidar com os erros e aprender com eles. Em um negócio, erramos praticamente todos os dias no começo e, com o tempo, quem aprende com os erros passa a acertar mais e encontrar os caminhos certos de forma mais rápida e, com isso, acelerar seus resultados.

Você vai precisar desenvolver um poder de ação absurdo. Quem não vai para a “action” vive no mundo dos sonhos, e ele não paga contas e nem te leva para o caminho do sucesso. Esse poder de ação vai fazer também com que você levante quando tomar aquelas porradas que te derrubam, mas o que vai importar não é quantas porradas você toma e nem quantas vezes você cai, mas sim como você reage e levanta cada vez que isso acontece. Seu poder de reação precisa ser FANTÁSTICO, caso contrário você se tornará mais um no grande mar dos desesperados e perdidos. Acredito que não é isso que você queira, então, aproveite também para não criticar quem apanhou e/ou caiu: isso faz parte da jornada. Eu mesmo já quebrei, fiz várias mancadas, mas aprendi a corrigir os erros e a levantar mais forte a cada queda. Isso faz com que eu não tenha medo de correr riscos inerentes ao empreendedorismo.

Lembre-se: você é o único responsável pelo seu sucesso e/ou insucesso. Só depende de VOCÊ.

Aprenda a vender!

Isso mesmo. Empreendedor bom é aquele que sabe vender. Se você não sabe e realmente não quer aprender, contrate alguém que saiba fazê-lo ou busque um sócio para o seu negócio que seja muito bom em vender. Afinal, não existe negócio sem vendas, todo negócio precisa ter venda, seja da marca, do espaço, do serviço, do produto…

Você também vai precisar se vender e vai ter que fazer isso todos os dias. Então, não reme contra a maré, aprenda!

Seja expert em marketing

Isso mesmo: a venda é importante e, para acelerá-la, o marketing é fundamental. Um bom negócio atualmente é feito do marketing. Todo o restante vem depois do marketing. Para vender, você precisa oferecer e, para fazê-lo, você precisa saber fazer marketing. Hoje o digital é o caminho mais rápido para atingir o maior número de pessoas possível, mas não é fácil, não se iluda. Eu mesmo costumo brincar que deveria ter feito medicina, pois essa área muda menos que o digital e o marketing, em que todos os dias surgem novas ferramentas, canais, estratégias, mudança de comportamento etc.

Quer facilitar um pouco as coisas?

Aprenda a analisar e acompanhar o seu público-alvo, desde que marketing é marketing. Isso é fundamental. Lembra que comentei sobre lidar e entender sobre pessoas? Então, isso é fundamental para um bom marketing.

Você sabia que ele ajuda e, muitas vezes, define o modelo de negócio que deve ser implantado na sua empresa? Que os melhores produtos e serviços são desenvolvidos e/ou melhorados em conjunto com que as pessoas estão buscando? Isso se chama Market Fit e você pode usar o Canvas de Proposta de Valor para poder desenhar melhor os produtos e serviços da sua empresa. Em um dos meus cursos, ensino exatamente como você fazer.

Antigamente, as empresas desenvolviam os produtos e serviços e colocavam no mercado. Hoje em dia, as startups estão criando produtos e serviços em cima do que o mercado deseja ou necessita e isso faz toda a diferença.

Ainda falando em marketing e digital, não poderia deixar de fora algumas estratégias que são bem conhecidas no mercado, como a Fórmula de Lançamento, o Inbound Marketing e o Funil de Vendas. A seguir, vou descrever minha experiência com cada uma delas.

Fórmula de Lançamento funciona?

A resposta é: FUNCIONA. Isso mesmo: ela funciona e, em alguns modelos de negócio, ela faz muito bem. O problema é que muitos acham que é somente apertar um botão e pronto. Infelizmente, a realidade é bem diferente: lançamentos exigem muito planejamento, pesquisa e trabalho, gravar vídeos, escrever copys, configurar ferramentas, criar páginas de captura, roteiros de vídeos, cartas de vendas e tantas outras coisas. Então, você pode faturar sim: 7 em 7, mas antes vai ter que Tirar a Bunda da Cadeira (TBC) e trabalhar de verdade. Provavelmente, seus primeiros lançamentos darão errado ou faturar bem menos do que você planejou, mas a dica aqui é não desistir. Faça o debriefing, entenda os erros, conserte e tente de novo. A prática leva a perfeição, desde que se aprenda com os erros.

Inbound Marketing

Pode ser uma boa estratégia para grandes empresas, mas se a sua empresa é pequena, fuja deste conceito e vou explicar os motivos.

Inbound foca muito em você educar e preparar o seu cliente para comprar algo da sua empresa. Até aí tudo bem, pois isso é importante, mas o problema é que a maioria dos profissionais de Inbound estende demais essa estratégia e isso custa caro para a sua empresa. Então, em vez de ficar atrás de ficar escrevendo mil artigos e trezentos e-books e ficar colecionamento leads, troque tudo isso por ações que irão levar o teu cliente até a compra de forma mais rápida. Aqui, você pode utilizar técnicas de Growth Hacking no seu negócio, mas nada de ficar na teoria que só com muito conteúdo vai fazer você vender mais. Acelere esse processo.

Vou dar um exemplo:

Seu cliente precisa atravessar uma avenida movimentada para chegar à sua empresa e finalizar uma compra. Se você focar em ensiná-la em como fazer os carros pararem para que ele possa atravessar, ele vai demorar bem mais e pode inclusive desistir no meio do caminho. Agora, se você ir lá e pegá-lo, além de ser mais rápido, a probabilidade de compra aumenta consideravelmente – pois você o ajudou no processo, e não somente ficou dizendo um milhão de teorias de como atravessar uma avenida movimentada.

Um exemplo prático no digital é uma página de vendas com um texto enorme e uma com vídeo ajudando o cliente a decidir e quebrando objeções. Qual você acha que converte mais?

Funil de Vendas

Um funil é um caminho que seu cliente deve percorrer desde que teve o primeiro contato com a sua empresa até a compra. Eu acredito que é uma técnica muito boa e que deve ser aplicada em todos os negócios.

A moda agora é falar em vender todos os dias, mas isso até a vendinha do bairro faz e o dono não sabe nem o que é funil de vendas e provavelmente o negócio dele não tem nem uma página nas redes sociais.

Então, por que um funil é tão importante?

Porque o funil lhe dá a possibilidade de escalar suas vendas. Você pode automatizar esse processo e, com isso, impactar um número bem maior de consumidores, mas o seu funil precisa ser ágil, não deve ser muito extenso, tem que ser montado e direcionado pela jornada de compra do seu público-alvo, deve entender o comportamento do seu lead e direcioná-lo para o caminho mais curto até a compra. Mas não deve parar aí: tem que ter a função de fazer upsell (comprar produtos de maior valor) ou downsell (comprar produtos de menor valor) e também de fazer uma ótima pós-venda.

É importante, também, ter pontos de interação humana, ou seja, canais de comunicação direto com pessoas de verdade para não ficar um relacionamento tão superficial. Vivemos um momento no qual as pessoas buscam conversar com outras pessoas, e não somente como robôs. Isso pode ser um grande diferencial para o seu negócio.

Conseguiu entender como um negócio digital tem também suas complexidades?

Legal, mas não é só isso: para um negócio ter sucesso, é fundamental ter um modelo de negócios bem ajustado. Hoje, usamos muito técnicas de Design Thinking e, para modelo de negócios, o mais indicado é o Business Model Canvas ou Canvas de Modelo de Negócios. Se você não tem um bom modelo negócios, o que pode acontecer é acelerar a morte da sua empresa, pois se o marketing acelera ele irá fazer isso com um modelo errado e a morte será certa. Então, pare tudo o que estiver fazendo e entenda bem o seu modelo de negócios e, se for necessário realizar ajustes, faça já!

Espero que, de que alguma forma, eu tenha conseguido te ajudar. Caso queira saber como estruturar da forma correta um negócio no digital e/ou construir um DNA Digital para o seu negócio, acesse www.dnadigitalparanegocios.com.br e comece agora a aproveitar todo o potencial do digital para o seu negócio.

Lembre-se de que estudar é fundamental para que você e seu negócio evoluam. A internet está cheia de bons cursos que podem te ajudar e você só precisa aprender a escolher o melhor para o seu momento. Mas também não adianta ficar comprando mil cursos e não aplicar nada. Conheço muitos “colecionadores de cursos” que acham que vai acontecer um milagre só por ter comprado o curso. O brasileiro adora colocar a culpa em alguém pelo seus fracassos.

Seja protagonista da sua vida, e não um figurante. Quem determina como será a sua vida é você!

Deixo aqui um grande abraço. Se gostou, compartilhe, marque aquele amigo que está precisando de ajuda, curta e deixe seu comentário.

Anderson Gomes

Empreendedor e brasileiro (Não desisto nunca! ;)).

venda todos os dias ebook

Deixe um Comentário

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *